sábado, 7 de maio de 2011

Profissao:mae

  Certa vez uma mulher chamada Ana foi renovar sua carteira de motorista.
Pediram-lhe para informar qual era sua profissão.
Ela hesitou, sem saber como se classificar.

"O que eu pergunto é se tem algum trabalho", insistiu o funcionário.
"Claro que tenho um trabalho" exclamou Ana. "Sou mãe!"

"Nós não consideramos mãe um trabalho. Vou colocar dona de casa", disse o funcionário friamente.

Não voltei a lembrar-me desta história até o dia em que me encontrei em situação idêntica. A pessoa que me atendeu era obviamente uma funcionária de carreira, segura, eficiente, dona de um título sonante.

"Qual é a sua ocupação?" perguntou.
Não sei o que me fez dizer isto. As palavras simplesmente saltaram-me da boca para fora: "Sou Doutora em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas."

A funcionária fez uma pausa, a caneta de tinta permanente a apontar pra o ar, e olhou-me como quem diz que não ouviu bem.
Eu repeti pausadamente, enfatizando as palavras mais significativas.

Então reparei, maravilhada, como ela ia escrevendo, com tinta preta, no questionário oficial.

"Posso perguntar" disse-me ela com novo interesse "o que faz exatamente?"

Calmamente, sem qualquer traço de agitação na voz, ouvi-me responder: "Desenvolvo um programa de longo prazo (qualquer mãe faz isso), em laboratório e no campo experimental (normalmente eu teria dito dentro e fora de casa).
Sou responsável por uma equipe (minha família), e já recebi quatro projetos (todas meninas).
Trabalho em regime de dedicação exclusiva (alguma mulher discorda?).
O grau de exigência é a nível de 14 horas por dia (para não dizer 24)"

Houve um crescente tom de respeito na voz da funcionária, que acabou de preencher o formulário, se levantou, e pessoalmente abriu-me a porta.

Quando cheguei em casa, com o título da minha carreira erguido, fui recebida pela minha equipe: uma com 13 anos, outra com 7 e outra com 3.
Do andar de cima, pude ouvir meu novo experimento - um bebê de seis meses - testando uma nova tonalidade de voz.
Senti-me triunfante!

Maternidade... que carreira gloriosa!

Assim, as avós deviam ser chamadas Doutora-Sênior em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas, as bisavós Doutora-Executiva-Sênior em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas e as tias Doutora-Assistente.

Uma homenagem carinhosa a todas as mulheres, mães, esposas, amigas, companheiras, Doutoras na Arte de Fazer a Vida Melhor!
Feliz dia das maes!!
 (Marcelo Dias)

9 comentários:

Gi disse...

Oi Gigi amada.
Sempre estou por aqui é que nem sempre deixo recadinhos.
Obrigada pelo seu carinho tb.
Feliz Dia das Mães.
Deus é contigo.
Beijos :-)

Gisele Vargas disse...

Lindo!Sinto-me homenageada...
Obrigada pela mensagem de carinho querida,
Beijos e Feliz Dia das mães!

Mamãe Cristã disse...

que texto lindo, fico até surpresa de ter sido escrita por um homem; realmente ser MÃE é uma profissão, remunarada com amor e orgulho que sentimos dos nossos filhos, e que deveria ser mais valorizada.. parabéns pra vc nesse dia minha amiga, que Deus continue te abençoando pra que vc continue sendo essa mãe dedicada e orgulhosa! beijos!!

Karol Nascimento disse...

Acho lindo esse texto!! Feliz dia das mães!!! BJ

otilia cristina disse...

SRSRSR RSRSRS CHIQUERRIMO O NOME...ESQUECEU AINDA MÃETORISTA,PSCOLOGA DE CRIANÇAS E MARMANJS QUE SÃO OS MARIDOS RSRSRS SRSRSR OLHA SE TODOS FIZESSEM UM TERÇO DO QUE NÓS MÃES FAZEMOS VICHE...E QUANDO VC SE MATA DIA TODO TRABALHA EM CASA..LEVA FILHO PRA TODO CANTO E DE NOTEI SEU PERGUNTA
TA CANSADA DO QUE???

AI QUE VONTADE DE TER UMA GRANADA SRSRS SRSRSR GIGI OTMIA HOMENAGEM TODAS GUERREIRAS QUE SÃO AS MÃES QUE FICAM EM CASA ABDICANDO DAS SUAS CARREIRAS PARA VEREM SEUS FILHOS FELIZES

A MINHA FOI ASSIM...

BEIJOS

OTILIA

Gigi disse...

Gi:))
Querida obrigado.

Giseli:))

Lindo mesmo ne!!!uma homenagem a todas nos afinal nos merecemos !!!

Karine:)

OOOOOO!!!! amada feliz dia das maes pra voce tambem .brigado pelo carinho!!!

Karol :))

Muito obrigado pela visita super beijo!!



Otilia:))

Pois e ne,emos mil e uma utilidades .

Atualmente eu nao estou trabalhando fora ,e meu marido fala que eu nao faço nada .
Mas um unico dia que tive que fazer varias coisas na rua e atrasei o meu serviço em casa.
Qando ele chegou do serviço , estranhou que a casa nao estava impecavel como sempre ,ai eu falei e ne? ta vendo so como eu tenho razao .
A casa nao auto se limpa ,nem as roupas se auto se lavam ,se passam e se guardam e nem sua comida se auto se faz .Esses sao apenas alguns exemplos da nossa jornada diaria.

Adriana Alencar disse...

É bem verdade! É como dizem que as mulheres "do lar" não trabalham... São as que mais trabalham!!! Nós, mães, mulheres comuns, merecemos o doutorado da vida!
Beijo
Adri

Cris.. disse...

Oie..Feliz dias das Mães meio atrasado ta mas é de coração , ontem não mexi aqui no blog tava no parque com minha filha..bjim

Patrícia Quel disse...

Gi,

Eu tenho sorte pq meu marido valoriza e muito tudo que eu faço...
Ahh... É a facilpa sim...

Bjs! amiga!